Eduardo Ruman (In Memoriam)
Diretor-Presidente
Administrativo e Empreendedor
Denise Ruman
MTB - 0086489
JORNALISTA RESPONSÁVEL
The Biggest and Best International Newspaper for World Peace
Founder, President And International General Chief-Director  :  Denise Ruman - MTB: 0086489 / SP-BRAZIL
Mentor do Jornal / Mentor of the Newspaper  :  José Cardoso Salvador (in memoriam)
Mentor-Director / Mentor-Director  :  Mahavátar Babají (in memoriam)

Saúde / 13/04/2021


​A LEI DA ILEGALIDADE.

0 votes
Uma crise sem precedentes chega ao País. Na verdade, todo o globo terrestre experimenta do mesmo quadro do caos sanitário.

A LEI DA ILEGALIDADE.

Uma crise sem precedentes chega ao País. Na verdade, todo o globo terrestre experimenta do mesmo quadro do caos sanitário.
Alguns países como o Brasil, debruçam com os seus líderes sobre a situação, buscando uma saída, uma solução, mesmo que seja parcial.
Já outros, comprometidos até o pescoço com a situação caótica, se limitam a contabilizar os lucros obtidos por sua manobra macabra, e rindo muitas vezes do desespero alheio.
Nesse caos, onde cabeças com interesses responsáveis batem em outras com objetivos irresponsáveis, maléficos, gerando uma descerebração generalizada e inconsequente. O que se pode afirmar é que todos correram, sem fazer antes o trajeto do plano de fuga.
Essa atitude ilógica se transformou no ambiente ideal, onde valores, conhecimento , prudência e planejamento sequencial, fosse jogados no lixo.
É a primeira vez, nos meus 38 anos de medicina, que eu contemplo a formação acadêmica especializada em epidemiologia na história da humanidade em tempo recorde, sem avaliação dos aprendizados. Nem contemplei as outras como química, farmacologia, medicina intensivista, etc.
Estou olhando para o meu diploma e me perguntando porque, antes dessa pandemia, esses pseudo-doutores especialistas, vinham ao meu consultório, muitas vezes desesperados por terem acordado com dor de barriga ou garganta inflamada. Hoje, o que eu vejo, são ex-políticos, ex-juizes, etc..., dando aula de medicina, citando estudos científicos ( inexistentes muitas vezes), bradando condutas terapêuticas e influenciando alguns profissionais da saúde a seguirem suas teses, sem a mínima noção da irresponsabilidade de seus atos.
Sim, digo ex, porque antes da pandemia eram profissionais dentro de suas áreas, gerando respeito e admiração, mas hoje estão travestidos de uma autoridade da qual não possuem e nada entendem e estão complicando o que nós, irrelevantes médicos, já teríamos tratado.
Aonde eu posso achar agora um advogado ou um juiz, quem sabe um ministro para processar esses indivíduos pelo exercício ilegal da medicina e pelos danos absurdos, até mesmo letais sem precedentes contra a humanidade?
Estou quase a sair pelas ruas, ao meio dia, com uma lanterna acesa na mão procurando alguém de juízo, tamanha indignação diante desse descalabro dessas autoridades.
Mais estranho, que eu como médico, estou sujeito à um código de ética que aponta e rege a boa prática médica e que também me avisa das consequências do mal uso do meu conhecimento.
Mas o que dizer desses charlatões, falsos médicos, irresponsáveis, criminosos, que arroubam uma ciência milenar e saem exercendo ou ditando conhecimentos, normas e regras, que tem prejudicado ou proporcionado a morte de milhares de seres humanos?
De qual área do seu cérebro, se é que ainda resta algum núcleo pensante, esses praticantes da hipótese reversa do conhecimento, tiram a conduta terapêutica para falar em nome da medicina ou de médicos?
Essas anomalias deveriam estar em profundo rubor, ou cabisbaixos, ao apregoar informações que só tem agravado a crise até agora.
Se houver possibilidade, todos esses falsos médicos ou os que exercem a ciência médica sem formação acadêmica, deveriam ser responsabilizados em um Tribunal de Crimes contra a Humanidade, modelo Nüremberg, e serem responsabilizados por um genocídio sem limites.
O mais assustador é que quando as suas condutas dão resultado negativo, matando pessoas, eles nunca assumem seus erros. Ao contrário, apontam para alguém, imputando de forma covarde a responsabilidade dos seu crimes.
Vai chegar o momento em que eles colherão sobre sí mesmos os resultados de suas mentiras e ameaças. Muitas vezes, com perdas irreparáveis.
Será que alguém nessa hora vai chamar o médico?

Embaixador da WPO
Dr José Rogério Mendes Glória

Vídeo


Comentários
0 comentários


  • Enviar Comentário
    Para Enviar Comentários é Necessário estar Logado.
    Clique Aqui para Entrar ou Clique Aqui para se Cadastrar.

Ainda não Foram Enviados Comentários!
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO
  • ESPAÇO PUBLICITÁRIO

Copyright 2021 - Jornal Pacifista - All rights reserved. powered by WEB4BUSINESS

Inglês Português Frances Italiano Alemão Espanhol Árabe Bengali Urdu Esperanto Croata Chinês Coreano Grego Hebraico Japonês Hungaro Latim Persa Polonês Romeno Vietnamita Swedish Thai Czech Hindi Você